Consórcio

Como funciona a parcela reduzida no consórcio?

22 Sep 20
2 min
01

A parcela reduzida é a opção ideal para quem quer conquistar um bem sem abrir mão do planejamento financeiro. Quer entender mais? Confira nosso artigo!

A parcela reduzida no consórcio é uma excelente opção para quem está com o orçamento mais apertado ou temporariamente quer direcionar esse valor para outra despesa.

Já se interessou sobre o assunto, mas ainda tem dúvida como funciona este tipo de parcela? Então confira neste conteúdo quais as condições para utilizar esta modalidade. Boa leitura!

Qual a diferença entre parcela reduzida e parcela integral?

Quando falamos em parcela integral significa dizer que as parcelas têm o mesmo valor, do começo ao fim do plano. Claro, ao longo do período pode haver eventuais correções para a garantia do poder de compra da carta de crédito.

Já quando falamos da parcela reduzida no consórcio, nos referimos a possibilidade de pagamento de um valor diferenciado ao mês. Esse valor é inferior até que o consorciado tenha sua cota contemplada ou conforme previamente estabelecido com a administradora.

Depois que ele é contemplado, o valor que ainda falta ser pago é somado às parcelas restantes.

Então, a diferença entre os dois tipos de parcelas é que, na prática, quem escolhe a reduzida paga um valor menor até receber a carta de crédito.

Consequências ao optar pela parcela reduzida no consórcio

A consequência principal que o consorciado precisa ter em mente ao escolher esta opção é que sua parcela terá reajuste assim que sua carta de crédito for contemplada. 

No início, o participante paga um valor mensal menor, porém depois ele é recalculado. Neste caso, o saldo devedor é dividido pelo prazo restante do plano, o que geralmente aumenta o valor das parcelas.

A parcela reduzida diminui a chance de ser contemplado?

Se a prestação é menor, então vou ter desvantagem na hora da contemplação? Não! 

Quem opta por essa condição possui as mesmas chances de ser contemplado que aquela pessoa que tem o plano integral.

contemplação pode ocorrer por meio de sorteio ou mediante a oferta de um lance, no qual o consorciado dá um valor maior como forma de antecipar o pagamento das prestações.

Quando optar pela parcela reduzida no consórcio?

Como a parcela reduzida é menor do que a integral até o momento da contemplação, ela oferece vantagem em algumas situações. 

Por exemplo:

  • Você deseja comprar um carro para não ter que usar mais o transporte público;
  • Neste caso, pode escolher participar do consórcio com a parcela reduzida enquanto ainda tem despesas com passagens;
  • Ao ser contemplado, o valor das prestações aumenta, mas você já não terá esses gastos com o ônibus.

Outra situação é de quem não vê a hora de fugir do aluguel. Você pode conciliar o pagamento da parcela enquanto vive em um imóvel alugado. Assim que receber a carta de crédito, terá o valor da prestação maior, mas também deixa de pagar algo para os outros.

--
A partir desses exemplos é possível entender na prática que a parcela reduzida no consórcio é excelente para quem tem planos para o futuro mas precisa fazer ajustes ao orçamento financeiro.

Se você já faz parte de um consórcio, busque entender todas as especificações da parcela reduzida de sua administradora!

Por MIT Consórcio
Somos o Consórcio para você conquistar o seu Mitsubishi com o melhor negócio.

FIQUE POR DENTRO DE NOSSAS NOVIDADES