Consórcio

O que eu pago em uma parcela de consórcio?

23 Nov 20
2 min
01

Quer entender mais sobre quais taxas estão incluídas em uma parcela de consórcio? Neste blog post explicaremos tudo para você. Confira!

Entender o que está sendo pago em uma parcela de consórcio sempre é um motivo de dúvida para quem começa a pesquisar sobre o assunto.

Ficou interessado? Então confira todas as explicações acerca do que é cobrado e o por que de cada taxa. Boa leitura!

Como funciona o sistema de consórcio

O sistema de consórcio é de fácil compreensão e muito vantajoso para quem o utiliza. 

De maneira resumida, trata-se de uma modalidade que reúne pessoas interessadas em formar uma poupança em comum para adquirir determinado bem. Esse bem é variável e pode ser, por exemplo:

  • Uma casa ou apartamento;
  • Um veículo (inclusive motocicletas);
  • Um serviço, como viagens e festas.

Todos os meses, esse grupo paga as mensalidades e concorre a um sorteio. Quem é contemplado recebe a carta de crédito e com ela o direito de adquirir o bem contratado, pagando à vista.

Como se trata de uma “compra coletiva”, não há cobrança de juros nem a obrigação de dar entrada. Além disso, a parcela de consórcio é composta por taxas bem mais baixas do que um financiamento, por exemplo. Confira quais são cada uma delas.

O que é cobrado na parcela de consórcio?

Parcela mensal do bem a ser adquirido

Este é o compromisso que o consorciado terá mensalmente para com seu grupo. A parcela de consórcio varia conforme a quantidade de meses do plano, podendo ultrapassar 100 meses, em alguns casos.

Seu valor é composto pelas taxas que veremos a seguir.

Fundo comum

Equivale ao valor total para a compra do bem que você contratou. Por exemplo, digamos que o carro que você deseja custe R$ 50 mil. Esse será também o valor do fundo comum, dividido em parcelas iguais ao longo do prazo estipulado.

Fundo de reserva

Como se trata de uma poupança coletiva, caso haja uma inadimplência de uma parte, todos serão prejudicados. Assim, o fundo de reserva tem a função de resguardar o grupo do consórcio de imprevistos.Seu valor geralmente corresponde a uma porcentagem, que varia entre 1% a 2% do valor total do bem e é diluído entre as parcelas.

Quando há o encerramento do grupo, caso haja valores do fundo de reserva, esse é devolvido proporcionalmente aos participantes.

Taxa de administração

Esta taxa corresponde aos serviços prestados pela administradora em organizar todo o processo do consórcio, que vai da reunião do grupo até o desenrolar da papelada para a entrega do bem.

O valor da taxa fica muito abaixo dos juros que são cobrados em um financiamento, por exemplo. Ela também corresponde a uma porcentagem sobre o valor total do bem e é diluída nas parcelas.

Seguros opcionais

São dois os tipos de seguro que podem estar presentes na parcela de consórcio. No entanto, é necessário destacar que a sua cobrança não é obrigatória.

Um deles é o de quebra de garantia, para o caso de inadimplência de um dos participantes do grupo ou até mesmo a falência da administradora. O outro, é o que cobre as prestações caso o consorciado venha a falecer.

Além disso, os valores variam conforme a seguradora contratada. Por isso, é importante que o consorciado verifique com a administradora esse item, antes de assinar o contrato.

Tem mais dúvidas sobre consórcio? O MIT Consórcio dispõe de uma página de FAQ que pode ajudar! Não deixe de conferir!



Por MIT Consórcio
Somos o Consórcio para você conquistar o seu Mitsubishi com o melhor negócio.

FIQUE POR DENTRO DE NOSSAS NOVIDADES